SINDARE - Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual do Estado do Tocantins
14/05/2019 - 15h32m

GOVERNADOR CARLESSE MANDA QUITAR CONSIGNADOS. COM A MEDIDA BANCO DO BRASIL REABRIRÁ CRÉDITO AOS SERVIDORES ESTADUAIS

Publicado por Weslene Rocha  
Imagem: Divulgação
Governador Mauro Carlesse em reunião com o superintendente Raul Wahbe, o gerente João Marcos e o secretário de Fazendo e Planejamento, Sandro Armando
Governador Mauro Carlesse em reunião com o superintendente Raul Wahbe, o gerente João Marcos e o secretário de Fazendo e Planejamento, Sandro Armando

O Governador Mauro Carlesse reuniu-se com o superintendente Raul Wahbe, o gerente João Marcos e o secretário de Fazenda Sandro Henrique, na manhã desta segunda-feira, 13, para comunicar que o Governo está realizando o pagamento de cerca de R$ 28 milhões, em débitos da gestão anterior com o Banco do Brasil,  relativos ao crédito consignado dos servidores públicos. O governador Mauro Carlesse solicitou também que o Banco do Brasil retome operações de crédito consignado aos servidores.

“Isso é resultado da redução de despesas que fizemos. Com esse corte de gastos, está sendo possível quitar dívidas como essa dos consignados, que já estavam desde a gestão passada, e pagar contrapartida de obras que estavam paradas. Nesses pouco mais de 120 dias desse Governo, já estamos realizando várias ações para aquecer a economia, como os incentivos para as companhias aéreas, para a venda de caminhões e para o pescado. E agora, a reabertura de crédito para nossos servidores que poderão fazer seus investimentos de maneira segura, movimentando o comércio e gerando empregos”, disse o Governador.

De acordo com o superintendente do Banco do Brasil, a instituição irá realizar os trâmites necessários e a previsão é de que em 20 dias, o crédito consignado já esteja novamente liberado aos servidores do Governo do Estado do Tocantins.  Participaram também da reunião, o gerente do Banco do Brasil, João Marcos e o secretário de Fazenda e Planejamento, Sandro Henrique Armando.
Esse era um dos muitos pleitos dos sindicatos de servidores estaduais apresentados ao chefe do executivo.

(Com informações da SECOM - TO).

© 2019 - SINDARE - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare