SINDARE - Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual do Estado do Tocantins
31/12/2010 - 22h02m

EDUARDO É ANUNCIADO SECRETÁRIO DO PLANEJAMENTO E RAIMUNDO BOI SECRETÁRIO DE ASSUNTOS INSTITUCIONA

 

A equipe do governador eleito Siqueira Campos (PSDB) anunciou no final da tarde desta sexta-feira, 31, os últimos nomes de sua equipe de governo. Na ocasião, o ex-senador Eduardo Siqueira Campos (PSDB) foi anunciado para a Secretaria de Planejamento e Modernização da Gestão Pública e o ex-vice-governador Raimundo Boi (PP) para a nova Secretaria Extraordinária de Articulações Institucionais. Logo após os anúncios, que foram feitos na Sede do PSDB, em Palmas, Eduardo Siqueira informou que nos primeiros dias da nova gestão será realizada uma “ampla auditoria” nas pastas do governo.

“Nós vamos fazer uma ampla auditoria, um acompanhamento de todos os contratos em andamento. Nós vamos analisar os precatórios para no menor espaço de tempo possível dar uma satisfação aos fornecedores e à população”, disse o futuro secretário ao ser indagado sobre as dívidas que serão deixadas pelo atual govenador.

Já o futuro secretário de Articulações Institucionais, Raimundo Boi, disse que seu trabalho será em prol da garantia da transversalidade do governo e do diálogo com as instituições. Ao ser indagado sobre a semelhança dessa secretaria com a de Governo (extinta na gestão de Siqueira), Raimundo Boi respondeu que “não há muita semelhança”. “Diferentemente da Secretaria de Governo essa secretaria não será um cabide de emprego, mas será uma secretaria de articulação”, disse.

Orçamento
Eduardo Siqueira Campos também informou que serão feitas modificações na proposta Orçamentária de 2011, elaborada pela equipe do atual governo. Segundo ele, até a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que já foi aprovada, será alterada. “Nós precisamos fazer as reformas propostas, extinguir secretarias, criar outras e, para isso, precisamos modificar as propostas orçamentárias”.

Segundo o ex-senador, o fato de o grupo do atual governador ser maior na Assembleia não será empecilho para modificar as matérias. “É difícil falar em maioria na Assembleia, porque se eles [oposição a Siqueira] tivessem maioria teriam aprovado a atual peça orçamentária”, avaliou.

Equipe de governo
Em seu discurso, Eduardo Siqueira fez questão de “agradecer” os “companheiros de campanha”, em especial os senadores João Ribeiro (PR) e Kátia Abreu (DEM). Segundo ele, foi montada uma equipe mais “técnica” de governo, no qual não foi possível encaixar todos os “companheiros” de campanha. Contudo, ele pediu paciência às dezenas de simpatizantes da campanha tucana que estavam na coletiva de imprensa. Segundo ele, “todos que ajudaram eleger Siqueira irão contribuir com o governo”.

“Confio muito nessa equipe que está sendo formada e somos conscientes de que o maestro toca a orquestra de costa para o público, para que, ao final do espetáculo, o povo aplauda e diga que valeu a pena”, disse o ex-senador, fazendo alusão a Siqueira Campos como maestro.

“Acabou ganhar sem trabalhar no Tocantins, acabou o tempo de sugar dinheiro público e deixar a população sem condições mínima”, disse Eduardo Siqueira ao falar sobre a composição do novo governo.

Em meio ao discurso do futuro secretário de Planejamento, o governador eleito chegou à coletiva de imprensa na sede do PSDB e foi bastante aplaudido pelos simpatizantes de campanha que acompanharam os últimos anúncios. Também participaram do evento o senador reeleito João Ribeiro, o deputado federal reeleito Eduardo Gomes (PSDB) e diversos futuros secretários de governo.

Força Tarefa da Saúde
Nesta sexta-feira também foram anunciados os nomes da Força Tarefa que estará a frente da Secretaria da Saúde (Sesau). O presidente da Força Tarefa será o médico Arnaldo Alves Nunes (atual diretor do Hospital Dom Orione de Araguaína), o coordenador será o ex-vice-governador Raimundo Boi (que também é médico) e por fim também médico Sebastião Luiz Silveira irá compor o grupo, sendo o diretor do Hospital Geral de Palmas.

Na ocasião, Siqueira Campos explicou que Arnaldo Alves responderá como secretário da Saúde durante a realização dos trabalhos realizados pela Força Tarefa. Neste tempo deverá ser feita uma varredura na pasta e posteriormente será indicado um secretário.

Fonte: Portal CT

© 2018 - SINDARE - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare