SINDARE - Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual do Estado do Tocantins
06/11/2013 - 22h06m

SINDARE e AUDIFISCO pedem intervenção no IGEPREV

 

Durante a Audiência Pública realizada na Assembleia Legislativa, o presidente do Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual do Estado do Tocantins – SINDARE e da Associação dos Auditores Fiscais do Tocantins – AUDIFISCO, Jorge Couto, defendeu a intervenção imediata do Instituto de Gestão Previdenciária do Tocantins – IGEPREV. Ele sugeriu que seja formada uma comissão de servidores públicos efetivos. A iniciativa foi apoiada por sindicatos e deputados.

De acordo com o Ministério da Previdência Social (MPS), o valor perdido com investimentos temerários por gestores do Igeprev é de R$ 298 milhões.
Em discurso, o deputado estadual Sargento Aragão acusou o governo estadual de promover um rombo nas finanças do fundo previdenciário pondo em risco a aposentadoria dos servidores. "Senhores, até o ano de 2010, o fundo tinha dinheiro para pagar a aposentadoria até 2084, em 2012 só havia dinheiro para garantir esse pagamento até 2019. A prova do rombo está aí, comprovada pelo MPS", afirmou Aragão.


De acordo com o diretor do MPS, a situação do Igeprev preocupa. "A questão dos investimentos feitos em bancos falidos como o BVA e o Rural, cujos papéis têm de ser contabilizados como prejuízo, é a preocupação maior", afirma Guimarães.
Também, durante a audiência, o diretor do MPS se prontificou a participar de novas discussões sobre a remodelação do Igeprev. "Com a informação de que tramitam projetos de lei para alteração da estrutura do instituto, inclusive da composição do conselho administrativo, já adianto que o MPS está disposto a orientar e cooperar nesse ponto", disse Guimarães.


© 2018 - SINDARE - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare