SINDARE - Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual do Estado do Tocantins
21/09/2011 - 09h06m

SINDARE e AUDIFISCO destacam o Dia do Auditor Fiscal no programa Bom Dia Tocantins da TV Anhangüera

 

 

    Na manhá de hoje, 21/09/2011, os Auditores Fiscais foram destaques em programa jornalístico de TV. Neste dia se comemora o Dia do Auditor Fiscal. E para ressaltar a importância dessa categoria, os presidentes do SINDARE e da AUDIFISCO, Luiz Carlos da Silva Leal e Jorge Couto, respectivamente, participaram, a convite da emissora, ao vivo do telejornal Bom Dia Tocantins, exibido pela afiliada da Rede Globo de Televisão – Tv Anhanguera – que teve inicio a partir das 06h30.  

 

O presidente do SINDARE - Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual do Estado do Tocantins, Luiz Carlos Leal, destacou a importância dos Auditores Fiscais para a arrecadação tributária e, consequentemente, para o provimento das necessidades mais elementares da população em geral. Leal enfatizou que o Auditor Fiscal além de contribuir decisivamente para a arrecadação tributária, tem também o papel de instruir, no âmbito que lhe pertine e das necessidades, os usuários diretos que buscam orientações relacionadas à legislação tributária aplicada. Em especial aos contribuintes, contadores e advogados. A seguir, o dirigente sindical enfatizou que como cidadão também acompanha, na medida de suas possibilidades, a aplicação dos recursos públicos.  

 

Por sua vez, Jorge Couto, presidente da AUDIFISCO – Associação dos Auditores Fiscais do Tocantins, discorreu acerca dos projetos que o sindicato e a associação defendem no Congresso Nacional, capiteneados pela FENAFISCO – Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital e pela FEBRAFITE – Federação Brasileira das Assciações de Fiscais de Tributos Estaduais. A valorização da atividade fiscal, a Reforma Tributária, a PEC 555/2006 (que trata da contribuição previdenciária dos aposentados), a PEC 186/2007 (que trata da Administração tributária) e a preservação do Pacto Federativo com a manutenção para o Estados e para o DF  da competência para exigir o seu principal tributo, o ICMS, foram destacados pelo representante da categoria. Couto, defendeu mais uma vez, a especialização das bases tributárias entre os Entes Federados: União, com impostos regulatórios (Importação e Exportação), impostos sobre a renda (IRPF e IRPJ); Estados, imposto sobre o consumo, como é o caso do ICMS; e os Munícipios, impostos sobre a propriedade,  em especial o IPTU. Desta forma, entende-se, valorizam-se as Carreiras do Fisco e as Administrações Tributárias.

 

 Com informações:  ASCOM/SINDARE  

 

                                ASCOM/AUDIFISCO

 

 

© 2018 - SINDARE - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare