SINDARE - Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual do Estado do Tocantins
07/03/2019 - 11h19m

Referência feita à ASFETO não a responsabiliza por medidas atuais da SEFAZ

Weslene Rocha  
Imagem: Divulgação

A fim de elucidar fatos, dirimir dúvidas e evitar equívocos. O SINDARE e a AUDIFISCO esclarecem que a participação da ASFETO no Plano de Ação apresentado em 2015 e amplamente divulgado à época, restringiu-se à propositura de sugestões no âmbito da fiscalização de trânsito, da modernização das unidades fiscais e do próprio fortalecimento e destaque à importância dos postos fiscais, no que foi bem aceito. Assim, dúvida não há, por realidade dos fatos, que eventuais alterações em lotações, ordens de fiscalização e ou escalas de serviço no âmbito da SEFAZ-TO, em nada vincula a ASFETO.

Medidas relacionadas a aquisição de balanças eletrônicas, radiografia de cargas, geoprocessamento das lavouras, dentre outros, foram algumas das importantes contribuições da ASFETO, cujos diretores ao percorrerem praticamente todo o estado do Tocantins, desenvolveram um excelente trabalho, ilustrado num material, que, com a licença da própria ASFETO, foi aproveitado no Plano de Ação do SINDARE e da AUDIFISCO, o qual, saliente-se, desde à sua apresentação, já passou por algumas breves alterações.

© 2019 - SINDARE - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare