SINDARE - Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual do Estado do Tocantins
22/06/2012 - 11h14m

PROVA DA VERDADE

 

O SINDARE e a AUDIFISCO tentam, legitimamente e com o apoio da ampla maioria de seus filiados e até com a simpatia de filiados da outra entidade, construir o que, irresponsavelmente, não fizeram. Qual seja, o cumprimento do desiderato da doação de um terreno para a construção de uma sede social.

O que os mesmos de sempre chamam de Prova da Maldade, em verdade é Prova da Meia-Verdade. Já que a Verdade é que, originalmente, o terreno foi requerido pelo SINDARE e pelo SINDIFISCAL, como faz prova o ofício (clique aqui) datado de 22/05/2000, por seus, então respectivos presidentes, Luiz Carlos da Silva Leal e Luiz Alves Carneiro.

Todavia, já no governo Marcelo Miranda, a outra entidade foi sozinha contemplada com a doação, por ação à época do então presidente Everton Naves, que se tivesse se mantido à frente daquela entidade certamente teria efetuado a construção e não teria cometido a irresponsabilidade de correr o risco de perder tão valorizado terreno.

É isso, tiveram quase oito anos, isso mesmo, QUASE OITO ANOS e não fizeram nada.  Vejam aqui decreto de doação.

Priorizaram outros projetos. Possa ser que a opção por priorizar tais projetos esteja correta. Isso não se discute. Mas deveriam, ao menos, falar a verdade, em vez de imputar a terceiros culpa por seus exclusivos desmandos.

A “prova da maldade” já está surtindo efeito, começaram a “construção” de forma regular ou irregular. Mas, pelo menos começaram.

Vê-se que a PROVA DA VERDADE já trouxe resultado positivo.

© 2018 - SINDARE - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare