SINDARE - Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual do Estado do Tocantins
07/12/2011 - 11h55m

Ministério Público fez força tarefa para apurar denúncias de irregularidades contra prefeito de

 
O Ministério Público Estadual (MPE) está realizando na manhã desta quarta-feira, 7, em caráter sigiloso, uma devassa em documentos da prefeitura de Lagoa da Confusão, para apurar uma série de denúncias de irregularidades que foram feitas pelo presidente da Câmara de Vereadores, Vagner Teodoro , e por outros vereadores contra o prefeito Neto Lino (DEM).

O CT apurou que entre as denúncias contra o prefeito Neto Lino estão supostas irregularidades em despesas com combustíveis para veículos da prefeitura. Entretanto, nem o presidente da Câmara, nem o promotor de Justiça que está no momento na prefeitura de Lagoa da Confusão, Airton Amilcar Machado, quiseram dar mais informações sobre o assunto.

Em nota divulgada na manhã desta quarta-feira, o MPE confirmou a a operação e disse que seria para apurar "graves irregularidades que apontam mau uso do dinheiro público na prefeitura da cidade".

Segundo o MPe, foram ajuizadas seis ações civis públicas contra o prefeito Neto Lino. "O Procurador Geral de Justiça, Clenan Renaut de Melo Pereira, informa que os trabalhos estão sendo conduzidos pelo Promotor de Justiça Airton Amilcar Machado Momo, que atua na comarca de Cristalândia. A operação conta com o apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO) e de policiais da Delegacia de Investigação de Crimes Complexos (DEIC), que reforçam a segurança neste trabalho do Ministério Público, que objetiva colher documentos e provas. Ainda nesta quarta-feira, novas informações serão divulgadas", disse o MPE.

Com informações: site CT
© 2018 - SINDARE - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare