SINDARE - Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual do Estado do Tocantins
27/07/2011 - 10h56m

Imposto de até 78,43%

 

Diante de uma carga tributária focada no consumo, o brasileiro que for presentear o pai no segundo domingo de agosto vai pagar, em média, 40% do valor do produto em impostos, informa um levantamento do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT). Ao levar para casa um perfume importado, por exemplo, o consumidor pagará mais ao Fisco (78,43%) do que exatamente pelo artigo escolhido. Em média, 53,14% de um relógio, 38,53% de uma calça jeans ou 32,31% do almoço fora de casa no Dia dos Pais, por exemplo, serão retidos pela tributação.

Em geral, o consumidor desembolsará valores muito altos em impostos para expressar o afeto pelo pai na maioria das opções disponíveis. Será de 49,45%, por exemplo, a alíquota total sobre um aparelho de MP3 ou um iPod. Se o presente for uma joia, o tributo chegará a 50,44%. O perfume nacional terá 69,13% de seu preço relativo a impostos. Se o presente for um aparelho de televisão, na média, a alíquota será de 44,94%.

Cautela é a recomendação que o gerente de Relações e Negócios do Serviço de Proteção ao Crédito Brasil, Ronaldo Guimarães, faz aos que não querem que a data festiva passe em branco. "A sugestão que fazemos é que o consumidor compre um bem que caiba em seu bolso e que possa ser dividido em poucas parcelas, para não comprometer o orçamento futuro", ensinou Guimarães. Ele lembra que, neste ano, a elevado volume de tributos pode ter alguma compensação devido ao cadastro positivo. Mas esse efeito ainda deverá ser pequeno, porque, "no Brasil, a carga tributária é excessiva", emendou Letícia do Amaral, vice-presidente do IBPT.

Alternativa
Para o Dia dos Pais, Letícia aconselha a compra de presentes não industrializados e livros, que têm baixa carga tributária. Dessa maneira, os consumidores poderão se proteger das alíquotas elevadas que incidem sobre os produtos nacionais e importados. "Se quiser optar por produtos menos tributados, o consumidor deve escolher os serviços — as alíquotas são altas, mas não absurdas. Ele pode ainda buscar produtos como flores e livros, que têm isenção ou imunidade tributária", ensina.

Alto custo
Confira a participação dos tributos nos preços dos artigos mais lembrados

Produtos - Carga Tributária
Perfume importado - 78,43%
Perfume nacional - 69,13%
Relógio - 53,14%
Caneta - 47,49%
Calça jeans - 38,53%
Roupas - 34,67%
Almoço em restaurante - 32,31%
Computador até R$ 3.000 - 24,30%
Flores - 17,71%
Livros - 15,52%

 

Com informações: site FENAFISCO

© 2018 - SINDARE - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare