SINDARE - Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual do Estado do Tocantins
01/01/2011 - 16h03m

DILMA ROUSSEFF TOMA POSSE E DIZ QUERER ERRADICAR A POBREZA

 

Em seu primeiro discurso já empossada como a primeira mulher presidente do Brasil, Dilma Rousseff prometeu erradicar a pobreza extrema. Referindo-se o tempo todo "às queridas brasileiras e aos queridos brasileiros”, Dilma afirmou que "a luta mais obstinada do meu governo será pela erradicação da pobreza extrema e a criação de oportunidades para todos".

"Uma expressiva mobilidade social ocorreu nos dois mandatos do presidente Lula, mas ainda existe pobreza no Brasil", disse a presidente. "Não vou descansar enquanto houver brasileiros sem alimentos na mesa, enquanto houver famílias no desalento das ruas, enquanto houver crianças pobres abandonadas à própria sorte. O congraçamento das famílias se dá no alimento, na paz e na alegria. E este é o sonho que vou perseguir."

Choro
Dilma chorou em dois momentos. Primeiro, ao dizer que a partir de agora tinha se tornado "a presidenta de todos os brasileiros" e, depois, ao recordar os companheiros da sua geração que "tombaram pelo caminho". Em um discurso de 40 minutos no plenário da Câmara, a petista lembrou ainda o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e se comprometeu a erradicar a miséria.
Dilma se emocionou pela primeira vez ao dizer que havia se tornado a presidente de todos os brasileiros já próximo do fim do discurso. Em seguida, fez menção à época em que combateu a ditadura. "Não tenho ressentimento ou rancor", disse. E completou, já com lágrimas nos olhos novamente: "Muitos dos meus companheiros da minha geração que tombaram pelo caminho não podem compartilhar deste momento".

Antes do discurso, Dilma leu e assinou, juntamente com o vice-presidente Michel Temer, o compromisso constitucional de posse, quando se tornou oficialmente a primeira presidente do Brasil.

Mulheres
Dilma reforçou, logo no início do pronunciamento, o fato de, pela primeira vez na história do Brasil, uma mulher assumir a presidência. "É a primeira vez que uma faixa presidencial cingirá o ombro de uma mulher", afirmou.

"Venho para abrir portas para que muitas outras mulheres também possam, no futuro, serem presidentas; e para que -no dia de hoje- todas as brasileiras sintam o orgulho e a alegria de ser mulher."

Lula
A pupila do ex-presidente Lula não esqueceu de mencionar seu mentor. "Venho para consolidar a obra transformadora do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com quem tive a mais vigorosa experiência política da minha vida", disse.

Segundo Dilma, Lula "levou o povo brasileiro a confiar ainda mais em si mesmo e no futuro de seu país". Ela prometeu dar continuidade ao que chamou de "maior processo de afirmação que o Brasil já viveu".

"Reconhecer, acreditar e investir na força do povo foi a maior lição que o presidente Lula deixou para todos nós", completou.

Alencar
Dilma também homenageou José Alencar. "Quero, neste momento, prestar minha homenagem a outro grande brasileiro, incansável lutador, companheiro que esteve ao lado do presidente Lula nestes oito anos: nosso querido vice José Alencar". O ex-vice-presidente não pôde participar da cerimônia de posse por estar internado no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

"Que exemplo de coragem e de amor à vida nos dá este homem! E que parceria fizeram o presidente Lula e o vice-presidente José Alencar, pelo Brasil e pelo nosso povo", afirmou, arrancando aplausos dos presentes.

Dilma também prometeu a manutenção do combate à inflação e disse que fará um trabalho permanente de controle dos gastos públicos.

Fonte: Portal Terra


© 2018 - SINDARE - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare