SINDARE - Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual do Estado do Tocantins
07/03/2019 - 09h38m

Concurso Público não prejudica a Carreira Única do Fisco Estadual. A fortalece

Weslene Rocha  
Imagem: Divulgação

Tem gente que vê “chifre em cabeça de cavalo”. O SINDARE e a AUDIFISCO, com base em reiteradas decisões de seus filiados, fazem, por meio de sua diretoria, campanha para que sejam implementados alguns dos principais pontos do Plano de Ação desenvolvidos pelas entidades e que contou com a ajuda da ASFETO, esta em especial no tocante aos aspectos relacionados à fiscalização de trânsito. 


Neste momento, diferentemente do que alguns insufladores tentar fazer crer, o SINDARE e a AUDIFISCO fazem campanha para a realização de Concurso Público porque dentre os pontos prioritários do Plano de Ação é o que governo mais faz descaso. E por que o Concurso Público é necessário? E por que o Concurso Público fortalece a carteira do Fisco Estadual? Respondem-se. À primeira indagação, porque desde o último concurso público e mesmo depois do advento da carreira única - cuja constitucionalidade não se está em discussão - já houve mais duzentas pessoas que juntas se aposentaram, ou foram exoneradas do cargo (por motivos diversos), ou faleceram. Há ainda o dobro desse número, formado de Auditores Fiscais da Receita Estadual do Estado do Tocantins, na iminência de se aposentar.

À segunda pergunta, o Fisco do Tocantins se fortalece e fortalece a carreira única, porque demonstrará a sua importância e a sua característica democrática; o aproveitamento sempre de agentes do fisco nos cargos da Administração Tributária como um todo, da própria Secretaria da Fazenda; e a consolidação da própria carreira. Quanto a isso o SINDARE e a AUDIFISCO estarão sempre dispostas ao diálogo. Brigas no âmbito da categoria neste momento só servirão para expor à sociedade uma situação absolutamente evitável. Aliás, em tal sentido, a quem interessa essa quizila? Num momento em que todos os Auditores Fiscais estão com direitos congelados, com salários estáticos no teto de governador e até com retroativo de REDAF, pasmem, sem receber, a quem mesmo interessa essa cisão? Pelo visto, desse jeito, o governo agradece.

© 2019 - SINDARE - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare