SINDARE - Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual do Estado do Tocantins
31/12/2010 - 13h59m

PÉROLA DO DIA: “ESSA É UMA PRÁTICA NORMAL, O DINHEIRO ESTARÁ DISPONÍVEL EM 2011 P

 
A explicação do secretário diz respeito ao fato de que se houverem dois créditos de salário em conta no mês de dezembro os servidores seriam obrigados a declarar o pagamento como renda recebida no ano de 2010, o que para muitos extrapolaria o limite de isenção da Receita Federal.
A explicação chega a ser patética. Afinal, quem pediu ao Sr. Secretário da Fazenda para fazer planejamento tributário dos servidores? Desde quando esse é o seu papel? E se assim o fosse, por que então divulgar no dia anterior que o dinheiro estaria disponível a zero hora de hoje? De mais a mais, se o motivo fosse realmente aquele, por que então não disponibilizou o salário daqueles que já extrapolaram o limite de isenção? Quanta "enrolação", hein Sr. Secretário?! Os AFRE IV, bem conhece, por dela  terem sido vítimas, essa forma "estranha" de gerir uma Secretaria.
O SINDARE e a AUDIFISCO lamentam, mas já não se surprendem com o ocorrido, uma vez que a própria Secretaria de Comunicação do Estado do Tocantins informara em nota divulgada na tarde de ontem que a folha havia sido executada na manhã de quinta-feira, ontem, e que, portanto, a partir da zero hora de hoje o dinheiro estaria disponível para saque nas contas de todos os servidores.
A desculpa do Secretário da Fazenda, Marcelo Olímpio chega a ser estapafúrdia, uma vez que não é, nem nunca foi uma “ prática normal dos finais de ano” disponibilizar o dinheiro de dezembro só no ano seguinte. Amanhã, Sr. Marcelo Olímpio, já será o ano de 2011. Além do mais, essa “conversa” de que o motivo é “uma questão de imposto de renda” não pega bem, principalmente advinda de um gestor fazendário. Em verdade só se trata de mais um ato de “enrolação” ao final de uma gestão. Já não foi a primeira. Se continuasse tudo como está, talvez não fosse a última. Governador que se assessora mal é assim. Dá no que deu!  Lamentável!
© 2018 - SINDARE - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare