SINDARE - Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual do Estado do Tocantins
03/01/2011 - 09h55m

MANUTENÇÃO DO QUE FOI ESCRITO. ANTES E DEPOIS (I)

 

Com relação ao que foi divulgado pelo SINDARE, no último dia do ano de 2010, este site mantém as suas manisfestações, notadamente em relaçao ao Governo que se findou naquele mesmo dia. A atitude do agora ex-secretário Marcelo Olimpio, de fato não agradou, assim como em outras situações. As críticas do SINDARE e da AUDIFISCO só externam a insatisfação de quase a totalidade dos AFRE IV, principalmente, pelas recentes atitudes do ex-secretário Marcelo Olímpio no tocante aos pleitos das entidades. Há, contudo, o reconhecimento pela forma respeitosa e educada do mesmo em relaçao aos dirigentes e filiados do SINDARE e da AUDIFISCO, aliás em relação a todos que o cercam. Esta é uma marca de sua personalidade que, sem dúvida, merece destaque. Durante toda a sua estada na SEFAZ/TO, como Secretário ou como Subsecretário, o SINDARE e a AUDIFISCO sempre o tratou, também, como muito respeito e atenção, no que, reitere-se mais uma vez houve, reciprocidade em tal sentido. Nos momentos mais cruciais de sua estada na SEFAZ/TO, alternando bons e maus momentos, Marcelo Olimpio não deixou em nenhum momento de ser cortez com todos à sua volta. As críticas, todavia, se referem a questões técnicas e, principalmente, em relação às situações que representaram prejuízo à categoria, inclusive no que concerne à recente luta por correção de uma lei de reajuste diferenciado de salário, fato ocorrido em 2007. Naquela oportunidade, embora dizendo não concordar com o reajuste diferenciado, o ex-secretário, então subsecretário, contribuiu para o desfecho desfavorável aos AFRE IV, sem que isso trouxesse qualquer vantagem aos AFRE III, pois os salários destes não sofreriam qualquer prejuízo se o mesmo percentual de reajuste fosse estendido a todos os demais Auditores FiscaIs. Recente decisão judicial demonstrou textualmente a incoerência e inconstitucionalidade da "malfadada lei". No caso, a Lei 1.777/2007.

 

 

© 2018 - SINDARE - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare