SINDARE - Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual do Estado do Tocantins
20/11/2014 - 19h34m

FISCAL DA SEFAZ DO MARANHÃO É ASSASSINADO EM SERVIÇO

 

O Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual do Estado do Tocantins - SINDARE comunica o falecimento do servidor da Secretaria da Fazenda do Maranhão, José de Ribamar Gomes Saraiva,  que foi executado ontem em São Luís, enquanto estava investigando as ações de uma verdadeira máfia que age na venda por atacado em São Luís.

Ontem depois de receber a informação do Posto Fiscal da Estiva, Saraiva resolveu seguir um caminhão que estaria levando uma carga, de açucar ou arroz, para endereço diferente do especificado na nota fiscal.
A entrega de cargas em endereço diverso ao da nota permite a sua revenda sem nota fiscal, incorrendo na sonegação do ICMS.
Fonte da SEFAZ disse ao blog que existe vários grupos em São Luís que praticam esse tipo de fraude.
Após o assassinato, os pistoleiros que fugiram em um veículo Strada preto levaram documentos e uma pasta que estava no carro do fiscal assassinado.
A Polícia investiga a possibilidade do crime ter ligação com as empresas envolvidas no esquema descoberto por Saraiva.
  O Presidente do SINDARE, Jorge Couto, lamenta que tal fato ainda aconteça: "O pior é que tal fato ainda aconteção e não de forma excepcional, mas com relativa frequência. O serviço desempenhado pelo Auditor Fiscal, consiste em um trabalho de Estado e não de Governo, tem um elevado e gratificante cunho social, uma vez que arrecada em prol da sociedade, para satisfazer as suas mais fundamentais necessidades. Todavia é uma atividade de risco, na medida em que, por se tratar de uma atividade vinculada, o seu exercício exige exações, em muitas das vezes, de valores vultosos. Tal exigência quando confrontada com interesses de pessoas ou organizações voltadas ao corriqueiro cometimento de ilícitos fiscais, aumenta em muito o risco da atividade. Dai a necssidade de uma maior garantia e proteção ao Auditor Fiscal na sua vida cotidiana. É mais um colega que perdemos de forma brutal. No último sábado, José de Ribamar, estava feliz, pois, no casamento de sua filha, acabara de entrar na igreja conduzido-a ao altar. Hoje os seus familiares e amigos choram a sua morte. Lamentamos que seja assim".

O SINDARE e a AUDIFISCO prestam as condolências aos familiares e amigos.

© 2018 - SINDARE - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare