SINDARE - Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual do Estado do Tocantins
19/12/2010 - 01h59m

FEBRAFITE, FENAFISCO E OUTRAS ENTIDADES DEFENDEM REJEIÇÃO DA MP 507

 

Durante o Seminário ocorrido no último dia 15/12, no Auditório Nereu Ramos da Câmara dos Deputados em Brasília, o presidente da FEBRAFITE, Roberto Kupski, defendeu a rejeição da MP 507, argumentando que a medida "constrange a atividade fiscal, essencial ao funcionamento do Estado".

Já o deputado federal João Dado (PDT/SP) afirmou que seu apoio ao pleito dos Auditores Fiscais é natural, uma vez que a mobilização da categoria é em defesa do interesse público. Para ele, é importante que a MP não entre em apreciação. "Precisa ser feito um trabalho para que o assunto, na nova legislatura, seja debatido pela ótica do interesse público", afirmou. O parlamentar deixou um alerta a todos para que o assunto não fique só nesse seminário: "É preciso que o debate vá para os Estados, que sejam feitos contatos com os parlamentares eleitos nos Estados e assim estabelecermos uma aliança em defesa do fisco e da sociedade, finalizou. A fiscalização é uma carreira que sustenta o Estado brasileiro e mrecemos respeito."

O presidente da FENAFISCO, Manoel Isidro, representando a entidade no importante evento, compôs a mesa de abertura e em sua fala destacou a importância da união entre as entidades do Fisco. “Vejo este evento como o primeiro em que podemos realizar em conjunto. Tenho certeza que não somente na MP 507, mas em outros projetos também podemos nos unir para garantir nossos direitos. Só em quantidade é que teremos êxito”, avaliou Isidro.

Além da FEBRAFITE e da FENAFISCO, o seminário contou também com o apoio das seguintes entidades: ANFIP, FENAFIM, SINDISARF, UNAFISCO ASSOCIAÇÃO e ANARF.

Com informações da ANFIP.

© 2018 - SINDARE - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare