SINDARE - Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Estadual do Estado do Tocantins
13/05/2015 - 08h36m

Veja como foi o III Congresso Estadual da NCST-TO

 

No último dia 11 de maio, a Capital do Tocantins sediou o III Congresso Estadual da NCST-TO. Reunindo membros da Diretoria e dos Sindicatos filiados, o Congresso referendou as alterações estatutárias propostas pelo Conselho Deliberativo da Central. O evento aconteceu no período da tarde, na Sala de Convenções do Hotel Pousada das Artes, em Palmas.

“Além das discussões específicas da pauta do Congresso, o Congresso foi uma oportunidade ímpar para encontrar os colegas e debater assuntos de interesse dos trabalhadores. Pudemos ouvir cada um e buscar soluções de forma conjunta. A NCST-TO está crescendo cada dia mais e nossos filiados estão empenhados em continuar colaborando com esse crescimento”, contou o presidente estadual, Cleiton Pinheiro.

Entre os assuntos debatidos, um deles foi pontuado por Nadir Nunes, primeira vice-presidente da NCST-TO. Ela falou a respeito da necessidade de criação de uma entidade classista específica para os aposentados e pensionistas do Tocantins. Nadir citou como exemplo os prejuízos milionários ao fundo de previdência dos servidores públicos estaduais e ressaltou como um Sindicato específico poderia atuar de forma mais incisiva em casos como esse. De acordo com o presidente Cleiton Pinheiro, a NCST-TO vai trabalhar pela criação desse Sindicato, de forma conjunta com as demais entidades classistas, uma vez que os aposentados e pensionistas estão presentes em órgãos diversos da administração pública estadual.

Paulo Antônio Pereira da Silva, diretor de Assuntos Trabalhistas, Segurança e Saúde no Trabalho da NCST-TO, também pediu a palavra e motivou os presentes a uma participação mais efetiva nas Conferências e Conselhos que envolvem temáticas de interesse dos trabalhadores. “Precisamos ocupar essas cadeiras e fazer o nosso papel”, ressaltou. Sobre esse caso específico, Cleiton Pinheiro informou aos presentes que a NCST-TO está reunindo todas as informações necessárias e trabalhando para que haja essa ampliação da participação nos Conselhos.

Outro questionamento apontado foi com relação ao registro sindical. Hélio Brasileiro, do Sindicato dos Servidores da Defensoria Pública do Estado do Tocantins (SISDEP), pediu que a NCST se una às demais centrais sindicais para cobrar do Ministério do Trabalho mais agilidade na emissão do registro sindical, essencial para uma atuação legítima dos Sindicatos. Hélio citou o caso do próprio SISDEP que, há 02 anos, tenta o registro, sem sucesso. “Precisamos de apoio nesse sentido porque a burocracia é imensa”, argumentou. 

Sobre o registro sindical, a presidência estadual da NCST afirmou que irá comunicar a executiva nacional e solicitar mais apoio nesse sentido. “Temos muitos sindicatos no Tocantins que ainda carecem desse registro e sabemos o imbróglio que é. Vamos trabalhar forte nisso”, enfatizou Cleiton Pinheiro.

REUNIÃO DO CONSELHO

A reunião do Conselho Deliberativo aconteceu no mesmo dia do Congresso, só que no período da manhã. Foram discutidos o remanejamento de cargos da Diretoria Executiva e do Conselho Fiscal, além de preenchimento de novos cargos até a realização das eleições para o próximo mandato. As alterações propostas pelo Conselho foram para adequar o Estatuto estadual ao Nacional e têm o objetivo de garantir a unicidade da Central. (Assessoria de Comunicação NCST-TO)

© 2012 - SINDARE - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por ConsulteWare